Conheça a trajetória da presidente do Instituto Brasil a Gosto

Nascida e criada no centro de São Paulo, Janaína Torres Rueda foi eleita em a Melhor Chef Mulher da América Latina pelo The World’s 50 Best Restaurants. Ao lado do sócio Jefferson Rueda, ela comanda quatro estabelecimentos na região: A Casa do Porco, Bar da Dona Onça, Hot Pork e Sorveteria do Centro. Seu primeiro negócio, o Bar da Dona Onça, inaugurado em 2008 no Edifício Copan, foi o precursor do movimento de retomada da área, que começou a ser revitalizada com a chegada de novos estabelecimentos. Desde a abertura, a casa é um ponto de convergência de diferentes tribos, que disputam as concorridas mesas para degustar os pratos cheios de afeto da chef. Seu cardápio, inspirado em receitas de família e na cozinha popular brasileira, oferece guisados caldosos, arrozes bem temperados e outros preparos que batem fundo na memória afetiva dos comensais.

         Além de comandar o bar, Janaína exerce um importante papel na administração dos negócios da família, que incluem ainda A Casa do Porco – 12º colocado no ranking The World’ 50 Best Restaurants -, a lanchonete Hot Pork e a Sorveteria do Centro. Em todas as frentes, segue no intuito de melhorar e transformar a alimentação da população, com a filosofia de oferecer produtos artesanais de qualidade a preços acessíveis.

         Entre 2015 e 2019, a convite do Governo do Estado de São Paulo, Janaína trabalhou como voluntária no desenvolvimento do projeto “Cozinheiros pela Educação”. Em quatro anos, conseguiu transformar a merenda das escolas estaduais com a substituição de produtos processados e industrializados por ingredientes in natura, além de ter treinado as cozinheiras para aplicarem o cardápio. Foram contempladas cerca de 1800 escolas estaduais da capital, beneficiando mais de dois milhões de alunos. Infelizmente, o projeto foi descontinuado pelo governo seguinte. Ela divide a experiência na rede escolar com plateias do mundo todo, dando palestras em diversos congressos e eventos de gastronômicos da América Latina e Europa.   

         Em 2020, Janaína Rueda recebeu o American Express Icon Award, sendo eleita Ícone da América Latina pelo Latin America’s 50 Best Restaurants. A premiação celebra agentes da gastronomia que contribuem de forma notável para o setor, usando sua visibilidade para aumentar a conscientização sobre pautas importantes e promover mudanças positivas no meio. Segundo o Latin America’s 50 Best Restaurants, o prêmio reflete o compromisso de Janaína Rueda com a comunidade que a cerca, considerando desde a sua participação no projeto de melhoria na qualidade da merenda escolar em São Paulo, passando por seus esforços contínuos para promover inclusão por meio da gastronomia, até o seu envolvimento na campanha por socorro à indústria da hospitalidade durante a pandemia de Coronavírus.

         Em junho de 2021, Janaína Rueda assumiu a presidência do Instituto Brasil a Gosto, fundado em 2006 por  Ana Luiza Trajano. A fundação atua promovendo projetos que valorizem os ingredientes nacionais e garantam sua acessibilidade ao consumidor final, sempre trabalhando propostas que representem uma relação do homem com a natureza e reforcem nossa identidade cultural. É, ainda, autora, junto com o jornalista Rafael Tonon, do livro “50 Restaurantes com mais de 50”, que perpassa cinco décadas de gastronomia na capital paulista.

Em 2023, Janaína Torres Rueda foi eleita Melhor Chef Mulher da América Latina pelo The World’s 50 Best Restaurants.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado.